«I struggled with some demons/They were middle-class and tame» (Leonard Cohen) | setadespedida@yahoo.co.uk

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2008

A vida real das personagens

De repente, numa viagem nocturna entre Westmorland e Londres, um escritor faz uma pequena paragem para jantar num pub e descobre um sítio muito semelhante ao que ele próprio tinha criado num romance.
A suspeita instala-se devido a coincidências entre nomes de personagens e de funcionários de pub. Estas coincidências, ainda que apenas parciais, são inegáveis: o proprietário do pub chama-se Maurice Allington no romance, John Allington no pub; o barman chama-se Fred Soames no romance e, no pub, também se chama Fred; um outro funcionário chama-se David Palmer no romance e George Palmer no pub. O escritor chega a perguntar se ali alguém leu o romance dele, mas ali ninguém leu nada.
O escritor dá pelo nome de Kingsley Amis. Publicou em 1972 esta história, que se intitula «Who or What Was It?». As coincidências são estabelecidas em relação ao romance The Green Man, de 1969. The Green Man é simultaneamente o título do livro, o nome do pub onde a maior parte da acção decorre e também a designação de uma conhecida figura mitológica com rosto e corpo de folhas e, às vezes, flores e frutos. No romance, o protagonista tem de enfrentar uma figura assim. No conto, é o escritor que se confronta com ela durante essa noite, como se tivesse de reconstituir pessoalmente os passos da sua personagem.
Quando leram a história, muitas pessoas, incluindo amigos próximos do escritor, acreditaram tratar-se de uma espécie de relato com algum fundamento real.